PNM_foto Raquel Rizzo geral High-res version

A grande revolução das mulheres

 
Você sabe muito bem que existe um poder feminino, desde sempre, sinuoso, silencioso, capaz de mudar as formas do mundo. Sim, você pode dizer que ele não é silencioso, ele é amordaçado, silenciado, impedido de gritar e de se projetar. Vou concordar com você. Em especial depois de ver Para não morrer, um cartaz relâmpago que passou fulminando as sensibilidades ali no Teatro Poeirinha.

 

Você não viu? Pois aguarde, em breve a peça estará de volta ao Rio. Preste atenção e não perca – trata-se de uma experiência de arte única, rara, privilegiada. O centro do trabalho é um inventário rasante do poder feminino, da caverna aos nossos dias, por todo o mundo, mas, em especial,
na América Latina. O convite é objetivo: a imersão sensível nas tramas deste poder.

+Read more